Chegado o novo ano, começamos a definir os desejos e objectivos para o que acreditamos ser uma nova etapa. Não existe nada de errado em projectar os próximos 12 meses, pese embora o facto de que do dia 31 de Dezembro para 1 de Janeiro, nada mudou para além da data.

Para atingirmos as metas que tanto ambicionámos, somos nós que temos de mudar e fazer de forma diferente se queremos resultados diferentes. Não existe uma fórmula mágica, nem apenas uma única estratégia para acendermos em nós a chama da mudança.

Os objectivos fazem-se de pequenas conquistas e ligeiras mudanças na nossa maneira de agir e encarar os obstáculos. Se optarmos por mudar radicalmente de um dia para o outro, para além de mais custoso, a probabilidade de ficarmos desmotivarmos é maior.

Pensem em pequenas coisas que gostariam de mudar na vossa vida, como por exemplo levantar 15 minutos mais cedo para tomar o pequeno almoço em casa ou fazer o trajecto de casa para o trabalho por um caminho diferente. Habituem-se a alterar os vossos hábitos e preparem-se para mudanças radicalmente maiores e desafiantes.

Filipe Matos Pereira

Leave a Reply 0 comments