Já ninguém duvida que as redes sociais são um elemento fundamental para aumentar a notoriedade de uma marca. Porém, muitas empresas partem para as redes sociais sem uma estratégia previamente definida, criam as respectivas páginas e monitorizam-nas ao sabor do vento. 

O principal erro de quem cria uma página institucional numa rede social, é quantificar o sucesso da mesma, pelo número de “gostos” que ela gera. Seria o mesmo que uma assistente promocional estivesse a promover um vinho num hipermercado e fosse avaliada pelo número de “bom dia” que recebeu dos clientes. O resultado pretendido não é esse, o que a marca deseja é que o vinho seja degustado, o cliente exponha a sua crítica e se possível que se realize a venda.

Devemos olhar para as redes sociais como um canal para chegar aos nossos clientes, uma plataforma que disponibilize informação relevante e crie mecanismos para perceber as expectativas de quem nos segue. Identificar necessidades é a base da inovação, resultando em novos produtos e/ou serviços.

 

Filipe Matos Pereira

Leave a Reply 0 comments