A ditadura do superlativo

A ditadura do superlativo faz parte do nosso quotidiano e deve ser colocada em causa!

As marcas anunciam o melhor festival de verão, os restaurantes a melhor iguaria da cidade e as agências de viagens prometem as melhores férias de sempre. Estamos reféns das expectativas que criámos, não temos tempo para os bons momentos, acreditamos que só vale a pena se forem os melhores.

Aguardamos ansiosamente o lançamento de um novo smartphone porque será o melhor e o mais evoluído do mercado mas que servirá apenas para acedermos ao Facebook e recebermos a newsletter do banco. Estamos a adquirir bens e serviços desfasados das nossas reais necessidades, dando origem a uma insatisfação permanente.

As marcas devem ser imperfeitas como os seus clientes, revertendo a ideia de uma vida fantástica, tornando-se mais realistas e humanas.

Leave a Reply 0 comments