Marketing Personalizado

O Marketing Personalizado ou Marketing One-to-One consiste na individualização do público alvo. O objectivo é criar relações personalizadas por parte das empresas, com os seus clientes. Mais do que a angariação de novos clientes, esta estratégia procura fidelizar os consumidores a uma marca. A ideia do Marketing Personalizado em detrimento do Marketing tradicional, foi inicialmente partilhada por Martha Rogers e Don Peppers e obedece a 4 etapas distintas:

  1. Identificação: Na primeira fase o mais importante é conhecer os clientes da empresa, recolhendo o máximo de informação possível sobre as suas preferências e necessidades;
  2. Diferenciação: Após a identificação dos clientes, estes devem ser segmentados pelas suas necessidades (preferências em relação a um produto) e/ou pelo valor que poderão acrescentar à empresa, variáveis como prestações mensais ou frequência de compra, ajudam a calcular o lifetime value de um cliente;
  3. Interacção:  Nesta fase é importante perceber qual o melhor meio de comunicação a utilizar, para estabelecer uma relação com o cliente. Não devemos procurar chegar a um consumidor via email, se este não sabe utilizar a Internet ou privilegia o contacto telefónico;
  4. Personalização: A última etapa desta estratégia é a personalização, ou seja, consiste em adequar os produtos da empresa às preferências dos consumidores. É importante que a empresa utilize todo o conhecimento que extraiu nas fases anteriores, para colocar à disposição do cliente o produto que melhor satisfaça as suas necessidades.

A Internet e os Sistemas de Informação vieram aumentar a importância do Marketing Personalizado, o que pressupõe que no futuro grande parte das campanhas de Marketing terão por base esta estratégia.

 

Filipe Matos Pereira

 

Leave a Reply 0 comments