Superação e determinação

Ontem foi um dia em grande para o desporto português, Rui Costa venceu a 16ª etapa da Volta a França e Carlos Sá conquistou o 1ºlugar na ultramaratona de Badwater.

Não querendo tirar o mérito ao feito do jovem ciclista português, vou optar por escrever algo mais sobre o nosso ultramaratonista. Sigo a carreira do Carlos há pouco tempo, desde 25 de Outubro de 2012 para ser mais preciso. O “Linha da Frente” programa de horário nobre da RTP1 elaborou uma reportagem com o título “Para lá do limite” e foi esta frase que me suscitou algum interesse.

Não sendo eu mais do que um corredor ocasional, fascinou-me a história deste atleta, que sem patrocínios e numa altura em que estava desempregado não desistiu e continuou a acreditar que seria capaz de singrar neste duro desporto. Aos poucos conquistou o seu espaço e o respeito dos adversários por quem é reconhecido como o melhor ultramaratonista do mundo. Com as vitórias que vai arrecadando os patrocínio vão aparecendo, mas ainda de forma muito esporádica e longe do que seria espectável para um atleta deste gabarito.

É uma pessoa humilde que demonstra uma enorme paixão pela natureza e um invulgar prazer em busca da superação individual.

O que mais me fascina neste atleta é que há 12 anos pesava 94kg e fumava 2 maços de tabaco diários, até ao dia em que viu o seu filho a imitá-lo na “arte” de fumar e decidiu mudar de vida! Uma história que nos demonstra que podemos mudar o nosso rumo em qualquer altura das nossas vidas…

Impossible is nothing

Filipe Matos Pereira

 

Leave a Reply 0 comments